PREDICADO E SUA CLASSIFICAÇÃO

PREDICADO E SUA CLASSIFICAÇÃO

Já vimos que da mesma maneira que o sujeito recebe classificação, o predicado como sendo o outro termo essencial da oração, também é classificado.

O predicado será classificado em verbal, nominal e verbo-nominal. Para entendermos esta classificação, precisamos antes de mais nada conhecer o assunto que vai nos abrir a porta para este conhecimento. Estamos falando da PREDICAÇÃO VERBAL.

Entre o verbo e os termos que com ele constituem uma unidade de significado existe uma relação que recebe o nome de transitividade. Essa relação se baseia na significação das palavras – o processo expresso pelo qual o verbo transita do sujeito para o complemento do verbo. Essa relação de transitividade não é propriedade exclusiva dos verbos, pois também os nomes podem ser transitivos.

Conhecemos então que o verbo estará com o seu sentido completo, dentro da oração, e será chamado de verbo INTRANSITIVO, pois se completa sozinho, não necessitando de complemento.

Por outro lado, se o verbo não completa o seu sentido, seu significado dentro da oração, classificamos este verbo como TRANSITIVO. Portanto, o verbo transitivo é aquele que não se completa sozinho, necessitando de um complemento.

Dependendo do complemento, o verbo será chamado de transitivo direto ou transitivo indireto.

Verbo transitivo direto é aquele que pede um complemento sem preposição, que será chamado de objeto direto. No exemplo “João comprou” o sentido de comprar está incompleto. Perguntaríamos, comprou o quê e a resposta viria, livros, pão, lápis, etc. Teríamos então “João comprou livros” sendo livros objeto direto e o verbo comprar transitivo direto.

Verbo transitivo indireto é aquele que pede um complemento regido necessariamente de preposição, que será chamado de objeto indireto. No exemplo “Mariana necessita”, o verbo necessitar está incompleto e nós perguntaríamos necessita de quê. A pergunta regida de preposição, a resposta será com preposição. Mariana necessita de cuidados. De cuidados é o objeto indireto e o verbo transitivo indireto.

Verbo de ligação é o verbo que liga o nome, chamado de predicativo (qualidade, estado, etc) ao sujeito ou ao objeto.

Vejamos o exemplo “O motorista ficou entusiasmado”. Entusiasmado é o predicativo do sujeito e o verbo ficar, chamado verbo de ligação.

Agora podemos voltar aos termos essenciais da oração e classificar os predicados.

Predicado verbal é aquele formado por um verbo intransitivo, transitivo direto, transitivo indireto ou transitivo direto e indireto ao mesmo tempo (bitransitivo).

Exemplos: Nós estabelecemos o Reino de Deus neste lugar – predicado verbal com verbo transitivo direto.

Os meninos precisavam de uma bola nova. – predicado verbal com verbo transitivo indireto.

Os rapazes brigaram na saída da aula. – predicado verbal com verbo intransitivo.

Predicado nominal é aquele formado por um verbo de ligação mais predicativo. Os verbos de ligação mais usados são SER, ESTAR, FICAR PERMANECER.

O alunado está atento ao professor. Predicado nominal com verbo estar de ligação e predicativo do sujeito atento.

O policial permaneceu estático na rua. – predicado nominal com verbo de ligação permanecer e predicativo do sujeito estático.

Predicado verbo-nominal é aquele que se apresenta com verbos intransitivos, transitivos direto ou indireto e mais predicativo.

O médico entregou-lhe o resultado sorridente. Predicado verbo-nominal com verbo transitivo direto e indireto (bitransitivo) ao mesmo tempo e predicativo do sujeito sorridente.