RETIRANDO AS DÚVIDAS DE OBJETO DIRETO

RETIRANDO AS DÚVIDAS DE OBJETO DIRETO

Hoje eu quero abordar um assunto extremamente importante dentro da sintaxe. Você já ouviu falar, de repente até sabe o que é, mas não aprendeu ainda a identificar, a reconhecer e muito menos a classificar. Estou falando do objeto direto.

Para entender a respeito do objeto direto, eu preciso saber primeiramente o que é um verbo transitivo direto. Estou me referindo a transitividade do verbo. O verbo transitivo direto é aquele que não se completa sozinho, necessitando de uma expressão ou palavra que complete o seu sentido, ou seja, é o complemento chamado de objeto direto. Este complemento não vem regido de preposição necessariamente.

Então já vimos que para encontrar um objeto direto, antes de mais nada, precisamos identificar o verbo transitivo direto.

Vejamos alguns exemplos:

Os filhos amavam a sua mãe . O verbo amar é transitivo direto (quem ama, ama alguém).

Entenda que se você apenas disser  OS FIHOS AMAVAM, o verbo amar ficará sem sentido, pois quem ama, ama alguém.  Você vai precisar colocar mais alguma palavra para completar o sentido.

Para identificar o objeto direto, fazemos a pergunta após o verbo (amava quem) a resposta é a sua mãe, que é o objeto direto. Não se esqueça de que a pergunta é feita depois do verbo.

Abrimos os braços e os abraçamos – Verbo abrir transitivo direto – braços é o objeto direto. Fazendo a pergunta após o verbo, teremos ABRIMOS O QUÊ? A resposta será os braços que é o objeto direto.

Observe que nos dois exemplos tomados acima, as respostas das perguntas não vêm regidas de preposição.

Seguindo o mesmo raciocínio acima, teremos:                                                                   

O menino não fez nada que a mãe pediu.  (Fez o quê?) Resposta nada.  Nada é o objeto direto.

Papai nos ama de verdade. (Ama quem?) Nos é o objeto direto

O jornaleiro deixou dois exemplares na banca. (Deixou o quê?)  Dois exemplares é a resposta; logo é o objeto direto                      

Não se esqueça: faça a pergunta após o verbo!